Por que uma ambulância de Tutoia tem placa de Santa Inês e tem como proprietário empresa investigada na "Operação Emplacamento"? - Blog LEANDRO ROCHA

Blog LEANDRO ROCHA

VERDADE SEM MANIPULAÇÃO.

Super sorteio Funeral Prev 2020

Super sorteio Funeral Prev 2020
Tutoia Maranhão

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Por que uma ambulância de Tutoia tem placa de Santa Inês e tem como proprietário empresa investigada na "Operação Emplacamento"?


Após levantamento da  ambulância da cidade de Tutoia que se envolveu em um acidente fatal, nesta quinta-feira (05), em Paulino Neves. É possível observar o ligamento do veículo de placa PTK-0531, com à empresa R L de Farias, investigada por fraude em licitações e superfaturamento de compra de veículos.  É importante ressaltar que Tutoia ainda  não foi citada no esquema, porém, com o cruzamento de dados do veículo, que mesmo sendo de Tutoia, tem como emplacamento Santa Inês, cidade sede do esquema na qual apontou as investigações.


Informações do veículo


Diante dos fatos, resta saber:

 1. Por que uma ambulância de Tutoia tem placa de Santa Inês, e tem como proprietário, a empresa R L de Farias Eireli, empresa essa, investigada pelo grupo de operação GAECO e MP no chamado "Operação Emplacamento"?

2. Qual foi o modo de aquisição do veículo, se; Por meio de emenda parlamentar, convênio ou recurso próprio?


3. Existe uma licitação que comprovam a compra e empenho desse veículo?

Entramos em contato com Prefeito Romildo Damasceno, Secretária de Saúde, Nayane, secretário Adjunto, Jeferson, nenhum deles se pronunciou. 

Precisamos que os nossos "representantes" nos esclareça as dúvidas diante dos fatos!


Logo abaixo, matéria que fala sobre a "Operação Emplacamento" comandada pelo grupo de investigação, GAECO e MP:



No dia 13 de novembro deste ano, 'Operação Emplacamento' descobriu esquema na venda de veículos para prefeituras no Maranhão


A Polícia Civil e o Ministério Público do Maranhão deflagaram a 'Operação Emplacamento' após investigação que apura fraudes para desvios de recursos públicos por meio de negociação de ambulâncias para prefeituras no Maranhão. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em quatro empresas e cinco residências em Santa Inês, no dia 13 de novembro deste ano.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de São Luís. Desta forma, os agentes apreenderam computadores, celulares e documentos para serem periciados.

A investigação do MP e da Polícia Civil começou por conta de informações sobre a ação de uma possível organização criminosa em negociações de veículos para prefeituras do interior do estado. Fraudes em documentos eram feitas para desviar recursos públicos e adquirir ambulâncias de maneira errada. A investigação apura a participação no esquema de empresários, despachantes e servidores públicos.

Segundo a investigação, as prefeituras envolvidas de alguma forma no esquema são Bom Lugar, Pio XII, Anapurus, Buriti, Altamira do Maranhão, Tasso Fragoso, Santa Luzia, Mirador, Vargem Grande, Afonso Cunha, Esperantinópolis, Cedral, Bequimão, Araioses, Serrano do Maranhão, Cidelândia e Santa Luzia do Paruá.


Notas fiscais de uma transação de 2017 foram apreendidas revelando um procedimento suspeito no processo do emplacamento de veículos comprados pelas prefeituras. Segundo as autoridades, "o despachante e sócio da empresa Santa Inês Emplacamentos, Élton Luís da Silva Lima, apresentava duas notas fiscais à Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) em Santa Inês. Uma primeira nota consignava a venda do veículo para a empresa R L de Farias – RL Empreendimentos, cujo sócio responsável é Roberto Lima de Farias. A segunda nota registrava a revenda desta empresa para as prefeituras".

Este procedimento foi proibido em 2018 pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e foi quando Élton Luís da Silva, segundo a investigação, começou a fraudar notas fiscais para seguir com o registro e o emplacamento em nome das prefeituras, para que ele não aparece oficialmente em toda a transação, assim era como se as gestões públicas tivessem adquirido os veículos diretamente dos fabricantes.

De acordo com o MP e a polícia, o esquema seguia com as participações das empresas F.V. Dos Santos (Totalmax), R. L. Empreendimentos e até pessoas ligadas a estas empresas. Em seguida, os veículos chegavam superfaturados às prefeituras.

Outro destaque da investigação foi a supressão de crédito por parte da R. L. Empreendimentos, uma vez que ela tem benefícios fiscais pela atuação no mercado como locadora de veículos. Os dados da Secretaria de Estado de Fazenda (SEFAZ) apontam ainda irregularidades por parte de Danielle Brito de Oliveira, Gustavo Henrique da Silva Gomes e Antônio Carlos dos Santos Martins Júnior, que aproveitavam vantagens por conta do Convênio ICMS 51/00.

O contador Klecyo Henrique de Matos Barros trabalhava para a R.L. Empreedimentos e também para a F. Vieira da Silva, por isso esta última também foi investigada e, segundo o MP e a polícia, a forma de agir era a mesma.

7 comentários:

  1. Vc deveria postar os nomes dos envolvidos no incêndio. Pq e crime e irá fazer falta!

    ResponderExcluir
  2. Final do ano chegando e a única Ambulancia do município, a população iguinorante queima. E esse auê todo é pq foi a Ambulancia de tutoia governo Romildo
    E tudo em tutoia e política,se tivesse sido outro carro talvez não teria resultado nessa tragédia toda.

    ResponderExcluir
  3. Por aí criatura vc ver como a população tá amando esse desgoverno do "Romildo ACABOU o hospital"... nem dentistas nos postos tem mas pq o prefeito demitiu vários profissionais dia 30 de novembro p não pagar décimo e nem dezembro... pior prefeito de todos... e essa secretaria de saúde "amiguinha" do prefeito Romildo devia ter vergonha na cara pq se é formada é graças ao governo do diringa onde todos da sua família comiam na mesma panela.

    ResponderExcluir
  4. Leandro parabéns pela matéria...
    Vc poderia investigar para nós (seus fãs) se é verdade que o enfermeiro Jedaias que trabalha no hospital de Tutóia se ele está amputando dedos de pacientes diabéticos... ouvir rumores que ele realiza esse procedimento que só um cirurgião é habilitado a realizar... Me recuso a acreditar em tamanha IRRESPONSABILIDADE, mas isso é verídico?

    ResponderExcluir
  5. Será que o Hospital de Tutóia está pior hoje do que o deixado pela última gestão?...compare e aceite a realidade!!!

    ResponderExcluir
  6. Vamos lá na realidade:
    2017 o médico que não era médico que fazia até mini cirurgia no hospital foi esfaqueado na noite de Natal numa boca de fumo...
    2018 o médico cirurgião que era ladrão e etc... fez várias negligencias...
    2019 os postos de saúde passaram exatamente o ano inteiro sem material p fazer curativo ... 2019 o hospital de Tutóia teve que pegar na clínica do Bebeto até soro pq no hospital n tinha... sem contar com várias mortes de bebês e parturiente por negligência... lembram da sindicância assinada pela Sheila (esposa no vereador enilson) e pelo sécretario admito Jefferson Menezes? Em 2017 para apurar os fatos do bebê que foi esmagado pela equipe do hospital, que nasceu morto com vários hematomas pq subiram na barriga da gestante no momento do parto? Os mesmo O resultado? Abafado neh? Sabe pq? Pq mataram aquela criança...
    No hospital as transferências sem médico, sem enfermeiro... sendo transferido de forma ilegal por técnicos e auxiliares...

    No hospital nessa gestão já comeram até ovo na semana Santa pq n tinha comida na cozinha... no hospital hj... a fila de atendimento está maior... Povo estáo pagando por receita médica pq nós postos de saúde n tem médico e quando tem só atendem 20 pacientes 01 vez por semana, na semana que da... nos postos... o dentista tá lá só p arrancar o dente das pessoas pq n tem material p restaurar... no hospital tá um caos, só o que tem é letreiros dizendo que roupa curta n entra... dizendo q é p procurar posto de saúde pq no hospital n pode ler exame... procurar posto de saúde p q? Se n tem médico?

    ResponderExcluir

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here